E tão comum ouvirmos alguém dizer: Fulano e bipolar!

Afirmação perigosa! Ser bipolar não e nada tão facilmente detectável! Melhor dizer que estamos tendo um problema em relacionar com este ou aquele.

O que pode-se dizer e que as oscilações extremas de humor, dificuldades de relacionamento exagerada, mal estar intenso poderá estar falando de um transtorno bipolar. Mas isto exige investigação, nada e tão simples. Portanto: cuidado ao chamar alguém de bipolar. Poderemos estar somente sendo intolerantes ou preconceituosos.

O caos estabelece-se quando vivemos excesso de do e entusiasmo, depressão, dificuldades em lidar com as questões do dia-a-dia, na dificuldade de lidar com as questões do viver diário, que para muitos ou a maioria e ate considerado fácil, onde as dificuldades são vencidas, porem isto não e uma regra e existem muitos que não conseguem ver esta facilidade no viver as questões cotidianas.

sem os sintomas e consequências do transtorno bipolar.

Assim antes de rotular alguém, precisamos perceber as pessoas diferentemente e procura entende-las e dar a feto, pois estamos todos, sem exceção, carentes de afeto e atenção. Não precisamos de rótulos que nos marcam como alguém marginal. Precisamos é de afeto.

Veja o artigo completo aqui.